O ex-governador do Paraná Beto Richa virou réu pela quarta vez na Operação Quadro Negro, que apura desvios de mais de R$ 20 milhões em obras de construção e reformas de escolas no estado.Na sexta-feira (22), a Justiça aceitou a denúncia contra Richa pelos crimes de lavagem de dinheiro e obstrução de investigação de organização criminosa.

Além do ex-governador, também viraram réus por lavagem de dinheiro a esposa, Fernanda Richa, um dos filhos, André Vieira Richa, e o contador da família, Dirceu Pupo.

Denúncia

Richa e os outros réus foram denunciados pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR), pela compra de um conjunto de salas comerciais em um prédio localizado no Centro Cívico de Curitiba, em 2013. O negócio custou R$ 2,2 milhões, de acordo com o MP-PR. De acordo com a denúncia, feita no dia 13 de novembro, parte do pagamento do conjunto de salas foi feita com dinheiro de propina de construtoras investigadas pela Operação Quadro Negro.

 

 

 

 

Com informações Gazeta do Povo

COMPARTILHAR
Artigo anteriorSARANDI – Pessoas vão ser ouvidas sobre o desvio da educação .
Próximo artigoPAIÇANDU – Câmara municipal derruba o projeto para o aumento de impostos.
“A Nação Brasileira está sendo dessangrada. Escolas caindo aos pedaços. Hospitais apodrecendo. Nosso povo morrendo de fome. Um grande esforço deve ser feito, neste momento, em prol da unidade e da salvação nacional. É hora de unir, não de desunir. Vamos nos unir, todos nós, cidadãos comuns da nossa terra, que estivemos até agora observando a História. Vamos, nós mesmos, fazer a nossa História. Vamos unir, portanto, rua com rua, bairro com bairro, cidade com cidade, estado com estado, todos falando a mesma língua, a língua de uma grande nação, próspera e rica, que será a maior nação do mundo no século XXI. É preciso mudar toda a concepção política atual, a fim de que se possa revigorar, fortalecer, engrandecer e salvar nossa Pátria.” D.Henriques Colunista e Blogueiro