Atendendo pedidos da 1ª Promotoria de Justiça de Proteção ao Patrimônio Público de Curitiba, formulados em duas ações civis públicas, a Justiça Estadual determinou o bloqueio de bens do ex-deputado estadual Basílio Zanusso e de dois ex-servidores da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep).

Todos foram acionados por atos de improbidade administrativa.

A decisão da 1.ª Vara da Fazenda de Curitiba que condenou o ex-deputado, que exerceu cinco mandatos consecutivos na Assembleia Legislativa desde o fim da década de 1970 pelo extinto PFL, representando municípios da região Noroeste do Estado.

Na primeira ação, Zanusso figura como autor da nomeação de oito funcionários que jamais trabalharam na Assembleia – alguns inclusive desconheciam as nomeações e um deles faleceu antes de ser nomeado.O ex-parlamentar foi acusado de apropriar-ilicitamente dos salários dos servidores “fantasmas”, no período de 1998 a 2002, totalizando dano ao erário no valor de R$ 4.969.950,74.

Esse foi o valor bloqueado liminarmente por decisão da 1ª Vara da Fazenda Pública da capital.

 

 

 

LEIA MAIS

 

 

 

 

 

Informações Paraná Portal

COMPARTILHAR
Artigo anteriorPrefeita de FAROL tem bens bloqueados pela justiça .
Próximo artigoCHÁ DE SALSA LIMPA OS RINS E EMAGRECE !!
“A Nação Brasileira está sendo dessangrada. Escolas caindo aos pedaços. Hospitais apodrecendo. Nosso povo morrendo de fome. Um grande esforço deve ser feito, neste momento, em prol da unidade e da salvação nacional. É hora de unir, não de desunir. Vamos nos unir, todos nós, cidadãos comuns da nossa terra, que estivemos até agora observando a História. Vamos, nós mesmos, fazer a nossa História. Vamos unir, portanto, rua com rua, bairro com bairro, cidade com cidade, estado com estado, todos falando a mesma língua, a língua de uma grande nação, próspera e rica, que será a maior nação do mundo no século XXI. É preciso mudar toda a concepção política atual, a fim de que se possa revigorar, fortalecer, engrandecer e salvar nossa Pátria.” D.Henriques Colunista e Blogueiro